Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

PROBA

Desapertou, languidamente, os botões da blusa…

e deixou que a mesma caísse no chão.

A seguir, abriu o fecho dos “jeans”…

que seguiram o mesmo destino.

Ele, excitado com o cenário que a curta cortina lhe permitia ver, imaginava o corpo que aquelas peças de algodão despiam.

Mas, antes de ter tempo para mais divagações, despertou abruptamente para a realidade do seu trabalho!

 

- Podia arranjar-me um número mais pequeno da blusa e das calças, por favor?

publicado por A. Carvalho às 11:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

CACHENÉ

Arredei o cachené...

e deixaste que o bafo "soão" da minha boca aquecesse a carne fria do teu pescoço, do teu queixo, da tua face.

Depois, olhando-te nos olhos...

 

perdemo-nos na sofreguidão dos nossos beijos.

publicado por A. Carvalho às 09:35
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

IMAGINAÇÃO

Da janela da frente, a vizinha via-a chorar!

Perante as lágrimas que caiam, copiosamente, imaginou um coração destroçado.

Terá uma paixão megalómana colapsado, abruptamente, como um baralho de cartas de amor?

...

Da janela da frente, a vizinha via-a chorar...

 

e chorava, tão só, por culpa da maldita cebola que a muito custo picava para o refogado das almôndegas que havia de servir ao jantar (sic).

publicado por A. Carvalho às 13:35
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

PEDICATA

Há pegadas, na areia, que o mar nunca apagará.

São de pessoas, como tu…

 

que se tornaram inesquecíveis.

 

publicado por A. Carvalho às 13:40
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

ESPLANADA

Colocou-se à sua frente, numa pose de quase oferenda...

e perguntou-lhe o que desejava!

Afinal, a sua função, alí, era tão só servi-lo!

Mitigar-lhe os seus apetites, as suas mais intímas e profundas vontades do momento!

Ele, deu conta que à sua volta... muitos outros já relaxavam com o prazer que ela lhes havia proporcionado!

Acanhado, enfrentou-a nos olhos e pediu:

 

- Uma meia de leite e uma torrada com pouca manteiga se faz favor.

publicado por A. Carvalho às 13:27
link do post | comentar | favorito

posts recentes

INTROSPECÇÃO (II)

INTROSPECÇÃO

APETITES

LESBOS

MELANCOLIA

"BOCA-DOCE"

TEMPO

UNO (II)

CORRESPONDÊNCIA

PERDIDAMENTE

arquivos

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

blogs SAPO

subscrever feeds