Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

TALAVERA (DE LA REINA)

Numa das enormes áreas comerciais de Talavera de La Reina, ela, funcionária solícita, simpática, confrontou-o com a sua ajuda. Ele disse que sim...

e num diálogo "empático" que se prolongou por um tempo indefinido (onde falaram de tudo menos de "motherboards" e "processadores") acabou por lhe perguntar (quase desnecessariamente, porque sabedor da resposta) onde poderia pernoitar.

 

- Talvez num T1 da "Avenida Francisco Aguirre"... se quiseres aguardar pelo final do meu turno.

publicado por A. Carvalho às 13:32
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

ROSES

Após empanturrarem o espírito com a paradisíaca beleza da paleta de cores de um estival fim de tarde em Roses, decidiram empanzinar o corpo com um delicioso e celestial alento.

Na Cala Montjoi, não muito distante de um tal "El Bulli" (!), "pic-nicaram" suculentas fatias de pizza, biscoitos de amêndoa (que sobraram do pequeno-almoço) e cerveja, muita...

 

por sob as brilhantes estrelas Michelin (!) que ali sarapintavam o firmamento (sic).

publicado por A. Carvalho às 13:40
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

TOLEDO

Deixaram as margens do Tejo e galgaram a subida, imensa, até ao coração de Toledo.

Havia no ar carícias de vento aquecidas pelo sol… e afagos, mútuos, que inebriavam mais e mais a vontade do íntimo.

Beijaram-se, lá bem no alto, na Plaza de Zocodover…

 

sob o olhar discreto de um próspero Califa de Córdoba.

publicado por A. Carvalho às 13:51
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

VILLEFRANCHE de CONFLENT

Ele, sozinho e com o íntimo ponteado a negro, entregou-se ao saber do melhor conselheiro pelas ruelas graníticas de Villefranche de Conflent.
E o tempo, sábio, fê-lo passar a porta do “Blanc du Nil” e entregar-se ao diálogo com uma estranha que ali se entregava ao tempo.
Tempo depois, com o íntimo ponteado a branco e envolvidos por todo o tempo do mundo, saborearam "carnudas" cerejas, encarnadas, na esplanada do “Le Vauban”…

disfarçada que estava a excitação pela brisa fresca, do tempo, que languidamente acariciava os Pirenéus!

publicado por A. Carvalho às 21:07
link do post | comentar | favorito

posts recentes

INTROSPECÇÃO (II)

INTROSPECÇÃO

APETITES

LESBOS

MELANCOLIA

"BOCA-DOCE"

TEMPO

UNO (II)

CORRESPONDÊNCIA

PERDIDAMENTE

arquivos

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

blogs SAPO

subscrever feeds